artigos-traduzidos

O Hack Definitivo Para Aprender Em Público

Pegue O Que Eles Largam


Artigo original: https://www.swyx.io/learn-in-public-hack/
Traduzido por meleu


Digamos que você está convencido da ideia de Aprender Em Público.

Você quer começar imediatamente, mas está se sentindo intimidado com todos aqueles conselhos: https://github.com/meleu/artigos-traduzidos/blob/master/

Você não está sozinho.

Nos últimos 2 anos eu conversei com algumas centenas de pessoas nos mais variados estágios de suas jornadas #AprendaEmPublico (#LearnInPublic em inglês), e é claro eu passei por isso também. Ainda assim é difícil de começar, não importa quantas vozes bem-intencionadas te digam o que eles fazem e o que eles fizeram.

I acho que, como qualquer novo hábito ou dieta, o melhor plano para você é aquele plano que você consegue seguir.

Depois de muito pensar, eu tenho um hack pra você. Ele tem 5 palavras:

Pegue O Que Eles Largam

Quem são “eles”? Qualquer pessoa que você admire, qualquer um que saiba mais do que você naquilo que você está tentando aprender. Se iso ainda for muito vago pra você: procure os mantenedores das bibliotecas e linguagens que você usa, ou as pessoas que publicam vídeos no YouTube, podcasts, livros, blogs e cursos.

O que você quer dizer com “largar”? Qualquer nova biblioteca, demo, video, podcast, livro, postagem de blog ou curso que eles produziram. É importante que seja algo novo. Exatamente por ser novo, o que eles produziram está ao mesmo tempo fresco na mente deles e também provavelmente ainda não obteve feedback genuíno.

(Psiu… É aonde você entra!)

Como que eu “pego”? Aqui está apenas um punhado de ideias para você:

O GRANDE requisito sobre qualquer uma das opções acima é que você NECESSITA genuinamente amar/estar animado sobre a coisa que você está pegando. Se você não ama, siga em frente e silenciosamente. Você não quer construir uma marca sobre ficar falando mal do que os outros produzem.

Você também deve fechar o ciclo - quando você produzir qualquer coisa (e.g. uma postagem de blog) baseado no trabalho deles, marque o criador nas redes sociais. Twitter é inerentemente projetado para isso, mas você também pode responder com um comentário ou enviar um email com uma mensagem agradável.

O que acontece quando você faz isso

Existe uma chance MUITO grande que você receberá feedback nas suas postagem ou demonstração ou tweet ou seja lá o que for, diretamente deles. Um retweet e/ou um follow back (seguir de volta é comum, especialmente depois de interações repetidas, onde você prova ser um aprendiz ávido e dedicado.

Se você tentar o seu melhor para entender o tópico, E ainda assim entendeu algo errado, você será corrigido. Se você manter o seu ego pequeno, você vai saber lidar com isso. Na verdade, estar errado em público será a sua maior fonte de crescimento pessoal.

Por que isso funciona com eles?

Simples: poucas pessoas fazem isso. É por isso que isso é um hack.

A atividade na internet tem uma distribuição absurda da lei de Zipf. Isso às vezes é chamado de “regra do um percento” - 90% das pessoas consomem o conteúdo passivamente, 9% comentam sobre o conteúdo, 1% cria. Eu endossaria isso se não fosse pelo fato de que essa regra é MUITO errada:

Basicamente o número correto de consumo passivo chega perto de 99%, e menos que 1% chega a comentar o conteúdo criado recentemente. Eu não estou exagerando nem um pouco.

Cesar Kuriyama tweetou aleatoriamente para Jon Favreau sobre algo que ele fez e que não foi divulgado. Jon acabou escrevendo o aplicativo de Cesar em seu filme clássico, Chef.

Resumindo, pessoas são preguiçosas. Isso também significa que você pode progredir através da não-preguiça estratégica.

Qual é a estratégia? Repita comigo: PEGUE O QUE ELES LARGAM.

Existe uma terrível falta de feedback em tudo que é lugar. Sim, existem as super estrelas da indústria com suas caixas de entrada muito lotadas para serem respondidas. Você será ignorado. Mas até mesmo eles se esforçam para responder a alguns feedbacks. E já acabamos de falar que não existem muitos.

Em particular no Twitter, as pessoas podem ser tímidas em promover seus próprios trabalhos. Mas se outra pessoa na Internet fala coisas legais sobre o trabalho deles, bem, eles podem retuítar aquilo o dia inteiro.

Por que isso funciona com você?

Feedback, feedback, feedback. Você perde o interesse quando você não recebe feedback. O que todos nós desejamos para continuar é um feedback de que estamos fazendo algo errado, ou certo, qualquer coisa para iniciar a próxima ação que tomamos. O fato de não sabermos qual será o feedback o torna uma “recompensa variável” - que é o chamariz para a formar um novo hábito.

Leia o modelo Hooked de Nir Eyal (em inglês) para mais explicações, mas basicamente nós estamos configurando:

Sua chamada para ação

Essa é a época de lançar coisas. No próximo mês, dúzias de novas bibliotecas e demonstrações e palestras e podcasts e cursos e serão lançados, sobre coisas que você quer aprender.

Escolha 3 que te interessam e “pegue” nelas.

Eu virtualmente garanto que você receberá feedback sobre ao menos um. Se você não mirar muito alto, você receberá 3 dos 3.

Faça isso 12 vezes.

Você terminará o ano com muito aprendizado e feito muitos novos amigos ao longo do caminho. Incluindo a mim… se você (aham) me marcar 😉

Exemplos